Acordo histórico do G7 estabelece as bases de uma nova ordem tributária internacional

Os países que compõem o G7 - Estados Unidos, Reino Unido, França, Alemanha, Itália, Japão e Canadá - firmaram no sábado (04/06/2021) um acordo que será a base dos pilares 1 (tributação de parte do lucro de grupos multinacionais pelo(s) país(es) onde se situe o mercado consumidor de seus produtos e serviços digitais, em substituição aos digital services taxes que muitos países têm criado unilateralmente) e 2 (criação de um imposto de renda global mínimo, à alíquota de 15%, nos moldes dos americanos GILTI e BEAT) de uma nova ordem tributária internacional.


O próximo passo é estender esse acordo para os países do G20 - incluindo Rússia, China, Índia e Brasil - em julho para expandir as negociações no âmbito da OCDE em outubro.

Tablet mostra a tela do Google